Ipad é uma alternativa para aprendizagem de crianças com deficiência visual cortical

09/10/2011 18:18

 

Crianças com deficiência visual cortical (DVC) poderão melhorar a forma de se comunicar graças ao iPad. É o que acredita um time de pesquisadores da Universidade do Kansas.

A equipe testou o tablet da Apple em crianças com a doença, que é resultante de um dano no cérebro que não permite que o portador interprete informações visuais.

No total, 15 crianças usaram o gadget e os resultados, de acordo com a pesquisadora Muriel Saunders, foram impressionantes. “Crianças que não costumam olhar pra ninguém ficaram fascinadas com as interações e sons da máquina”, explica.

A professora trabalha com crianças que têm a doença para ajudar a desenvolver habilidades de comunicação e para isso é preciso usar uma caixa de luz, como as usadas em raio-x, pois elas se concentram quando expostas à luz e objetos em contraste.

A pesquisadora fez uma proposta para o Instituto Nacional de Saúde para conduzir um estudo sobre os efeitos do Ipad em crianças com a doença.

A ideia é que a ferramenta possa auxiliar como uma terapia e para a aprendizagem. “Com os aplicativos que já existem, e a criação de novos, as crianças irão desenvolver mais o cérebro e isso pode até permitir que eventualmente eles passem a interpretar o que veem”, completa Saunders.

Fonte: http://noticias.uol.com.br/ultnot/cienciaesaude/ultimas-noticias/2011/10/06